Acesse e conheça a Janela Única Portuária para acompanhar todas as etapas
da movimentação das cargas de importação e exportação

Quem Somos

A ABTRA atua há 28 anos como representante das 57 empresas administradoras de recintos alfandegados focados na movimentação e armazenagem de cargas nos principais estados portuários brasileiros.

 

O alfandegamento é o ponto comum entre essas empresas, concentradas, em sua maioria, no Porto de Santos, reconhecidamente a grande porta brasileira de entrada e saída do comércio exterior. Mas outra boa parte delas se estende pelos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Salvador, Suape, Pará e Amazonas.

 

A ABTRA defende os interesses comuns de suas associadas ante os Poderes Públicos, contribuindo para o aprimoramento de medidas governamentais e políticas efetivas, em favor do desenvolvimento sustentável do sistema portuário brasileiro e do papel dos portos na cadeia logística de distribuição de bens.

 

Atua sobretudo na proposição de parcerias público-privadas com os órgãos anuentes do comércio exterior, de modo a prover soluções tecnológicas para agilizar o fluxo logístico portuário de cargas de importação e exportação.

 

Sempre com foco na construção de uma agenda positiva para o setor, a ABTRA media os interesses do conjunto de suas associadas ante as demais entidades e órgãos envolvidos com as atividades nos portos e na logística de transporte do comércio exterior.

 

Nessa representação, adota como premissa a defesa de regras estáveis nos setores envolvidos com a logística de transporte do comércio exterior, essenciais à perenidade dos investimentos privados em infraestrutura, equipamentos, tecnologias e qualificação da mão de obra.

Missão, Visão e Valores

MISSÃO

 

Congregar e representar institucionalmente empresas que administram instalações portuárias alfandegadas, onde é realizada a anuência de cargas de importação e exportação, defendendo seus interesses comuns, bem como prover soluções tecnológicas para agilizar o fluxo logístico portuário do comércio exterior brasileiro, atuando em parceria com os órgãos públicos anuentes

 

VISÃO

 

A ABTRA persegue ser reconhecida como entidade nacional representativa dos terminais de carga sob anuência aduaneira, parceira consolidada do Poder Público e líder na inovação tecnológica dos processos logísticos do comércio exterior.

 

VALORES

 

Em sintonia com os seus pilares estatutários e com base em seu Código de Ética, a ABTRA se pauta pela:

 

  • Ética e transparência nas relações com as empresas associadas, o Poder Público e a sociedade

 

  • Defesa da solidez regulatória e da segurança jurídica e tributária

 

  • Imparcialidade e respeito aos interesses individuais de suas empresas associadas

 

  • Preservação da confidencialidade e da segurança das informações comerciais de suas associadas

 

  • Qualidade e agilidade no atendimento às demandas dos associados e de entidades parceiras

 

  • Incentivo à inovação tecnológica e ao desenvolvimento sustentável do setor logístico aduaneiro

 

  • Compromisso com o desenvolvimento profissional, qualidade de vida e saúde de seus colaboradores

 

  • Valorização da dedicação, do comprometimento e da excelência profissional

 

  • Respeito à diversidade e ao meio ambiente
Principais Realizações

Ao longo de quase três décadas desde a criação da ABTRA, sua interlocução com os órgãos anuentes do comércio exterior – RFl, Mapa, Anvisa, Ibama e Alfândega de Santos – tem contribuído para aperfeiçoar os processos de fiscalização e agilizar a liberação das cargas que entram e saem do País.

 

Tanto que, hoje em dia, a Associação é reconhecida como pioneira na criação de soluções tecnológicas que promovem a intercomunicação de dados dos sistemas adotados pelos terminais e recintos com as plataformas utilizadas pelos agentes públicos na liberação das cargas de exportação e importação.

 

A planta tecnológica própria da ABTRA garante interoperabilidade e segurança no processamento e armazenagem dos dados, além de Datacenter composto de servidores IBM Pureflex com estrutura de replicação Disaster Recover (DR), banco de dados Oracle e OpenEdge, sistemas de automação de ar condicionado, combate a incêndio, central inteligente de alarmes e redundância de energia elétrica com geradores e banco de baterias nobreak.

 

A ABTRA, por iniciativa e decisão de suas empresas associadas, mantém no Porto de Santos, 10 sistemas tecnológicos comunitários, passíveis de serem implantados nos demais portos do País.

 

Esses sistemas estão integrados na Janela Única Portuária (JUP), desenvolvida e mantida pela associação, permitindo ao órgão fiscalizador rastrear e controlar todas as etapas percorridas pelas cargas no porto.

 

CAPs – A ABTRA também reafirma os interesses do setor através dos representantes da classe empresarial por ela indicados com assento nos Conselhos de Autoridade Portuária (CAPs), garantindo aos empresários de instalações portuárias acompanhar projetos e ações em cada um dos portos organizados do Brasil. 

 

A ABTRA articula e participa de fóruns nacionais e internacionais de negócios e relacionamento do setor, e em missões diplomáticas de visita a portos estrangeiros.

 

Mantém acordos de colaboração técnico-científica com universidades e centros de formação que incluem intercâmbio de conteúdos com foco na capacitação e qualificação da mão de obra portuária.

Histórico

1989 – A ABTRA foi criada por empresas focadas na movimentação de cargas no Porto de Santos, interessadas em responder à então necessidade de se reconfigurar o espaço portuário brasileiro para acolher o volume crescente de contêineres utilizados no transporte marítimo mundial. Na época, recebeu o nome de Associação Brasileira de Terminais Retroportuários Alfandegados.

 

1996 – Passou a se chamar Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados, três anos depois da edição da Lei de Modernização dos Portos, que oficializou a movimentação portuária de cargas conteinerizadas sob o controle das Aduanas. Nesse mesmo ano, no Porto de Santos teve início a operação da Declaração Eletrônica de Transferência se Cargas (DTe), primeiro sistema informatizado desenvolvido pela ABTRA. 

 

2002 – A Coana/RFB reconhece o sistema DTe como oficial no Porto de Santos para controle das operações de transferência de contêineres, contendo carga, descarregados do navio no pátio do porto e destinados a armazenamento em recintos alfandegados. 

 

2015 – Os vários sistemas criados e mantidos pela Associação, em parceria com os órgãos públicos anuentes nos portos, foram integrados em uma única plataforma operacional comunitária, a Janela Única Portuária (JUP). Ela permite aos agentes fiscalizadores rastrear a movimentação portuária dos diversos tipos de carga do comércio exterior.

 

2018 – A implantação em curso do Portal Único do Comércio Exterior, como guichê para registro e fiscalização no Brasil de todas as transações de exportação e importação, ao lado da melhoria no cenário global e da retomada da economia nacional, promete impulsionar a movimentação de cargas nos portos brasileiros. Nesse contexto, a ABTRA pretende concentrar seus esforços na promoção de inovações tecnológicas comunitárias que contribuam para formatar os Portos 4.0, em atendimento às demandas do agronegócio, da indústria e do comércio internacional para embarque e desembarque de suas mercadorias.

 


Conselhos Diretivos

Conselho de Administração 

• Bayard Freitas Umbuzeiro Filho (Presidente) – Transbrasa

• Martin Aron (Vice-presidente) - Libra Terminais

• Andreas Klien - Multiterminais 

• Antônio Carlos Duarte Sepúlveda - Santos Brasil

• Antonio Carlos Fonseca Cristiano –Marimex

• Erico Sodré Quirino - Bandeirantes Logística Integrada

• Hélio de Athaíde Vasone Júnior – Localfrio

 

• Luiz Cláudio de Araújo Simões - Ecoporto Santos

 

• Luiz Sérgio de Moura Albino - Rocha Terminais Portuários 





 




Galeria de Presidentes

Desde 2017:

Bayard Freitas Umbuzeiro Filho



2015 - 2016:
Gustavo Pecly Moreira



2013 - 2015:
Antonio Carlos Duarte Sepúlveda



02/07/2012 - 10/04/2013:
Luis Augusto de Camargo Ópice



17/05/2012 - 01/07/2012:
Carlos César Floriano



2007 - 2012:
Agnes Dagmar Bullentini Barbeito de Vasconcellos



2004 - 2007: Rodrigo Franco Somlo 



2001 - 2004:
Armindo Adegas de Carvalho



1999 - 2001:
Bayard Freitas Umbuzeiro Neto



1989 - 1999:
Sr. Ronaldo de Souza Forte